Atirador que matou madrasta da ex-companheira e baleou parentes dela se entrega à polícia em Campinas

Homem de 31 anos estava foragido desde quarta-feira. Polícia fez buscas para encontrá-lo durante dois dias. Ele também apresentou a arma usada no crime.

A polícia de Campinas (SP) prendeu, na manhã desta sexta-feira (10), o atirador de 31 anos que matou a madrasta da ex-companheira e baleou o pai e o padrasto dela, na quarta-feira (8). Antônio Marcos Alberguine estava foragido desde a data do crime e a corporação procurou ele por toda a cidade durante dois dias.

De acordo com a Polícia Militar, ele se apresentou no 47º Batalhão da corporação, junto com a arma usada na ação, e foi levado para a 2ª Delegacia Seccional de Campinas.

Na quinta-feira (9), a Justiça decretou a prisão temporária do homem. Agora, a Polícia Civil vai chamar a ex-companheira dele e familiares para prestar depoimento e entender a motivação dos crimes. O caso é investigado pelo 3º Distrito Policial da cidade. A prisão temporária, a partir do cumprimento, vale por 30 dias e pode ser prorrogada.

O caso gerou uma série de boatos em Campinas de que havia um homem atirando em pessoas aleatórias pela cidade. No entanto, segundo a Polícia Militar, os alvos do atirador eram específicos.

O pai e o padrastro da ex-companheira do autor seguem internados em hospitais de Campinas. A madrastra da ex, Michelle Aparecida Cardozo Juventino, foi sepultada na quinta-feira no Cemitério das Aleias, em Campinas.

Buscas pela região
O carro do autor foi localizado na Vila Nogueira, ainda na quarta-feira. Dentro do veículo, haviam nove cápsulas.

O padrasto da ex-companheira do autor foi baleado na Rua Filantropo Vicente Melilo, na Vila Nova Teixeira, por volta de 7h. Em seguida, o homem atirou no pai e na madrasta da mulher na Avenida Paulo Cuba de Souza, no Jardim São Pedro. Os dois endereços, em Campinas, ficam a 9 quilômetros de distância.

Quem são as vítimas?
Michelle Aparecida Cardozo Juventin, madrasta da ex-companheira do autor: vítima fatal;
O pai da ex-companheira do autor do crime: baleado, internado no hospital PUC Campinas;
O padrasto da ex-companheira do autor do crime: baleado, internado no Hospital Municipal Doutor Mário Gatti.
Quem é o atirador e o que motivou o crime?
O suspeito é técnico de manutenção de ar-condicionado. Uma testemunha disse à Polícia Civil que ele, recentemente, “passou a apresentar um comportamento paranoico”, achando que o pai da ex-companheira e o padrasto da ex-companheira estavam “conspirando para lhe tirar a vida”, diz o Boletim de Ocorrência.

 

By Ellba Dark

Deixe um comentário

Em Alta