cirurgião plástico

Médico preso em Goiás por suspeita de abusar sexualmente e perseguir a ex já foi detido após acusações semelhantes de outra mulher no Rio

Médico preso em Goiás por suspeita de abusar sexualmente e perseguir a ex já foi detido após acusações semelhantes de outra mulher no Rio

Renato, que teve a prisão preventiva confirmada em audiência de custódia, está detido na Central de Triagem do Complexo Prisional Policial Penal Daniella Cruvinel, em Aparecida de Goiânia. Em nota, defesa afirmou que a prisão cautelar é descabida e vai recorrer.O cirurgião plástico Renato Hallak, preso dentro de um hospital em Goiás na última sexta-feira por suspeita de estupro, ameaça e perseguição a uma ex-companheira, já tinha sido detido em 2020 por acusações semelhantes, de outra mulher, também do Rio.Renato, que teve a prisão preventiva confirmada em audiência de custódia, está detido na Central de Triagem do Complexo Prisional Policial…
Ver Mais